Raimundo Ribeiro assume diretoria da ADASA

122
Imagem: ADASA

O advogado Raimundo Ribeiro assumiu na segunda-feira (14/1) o cargo de diretor da Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa). Ele ocupa a vaga de Israel Pinheiro Torres, que encerrou seu mandato em novembro do ano passado.

Durante a cerimônia de posse, o diretor-presidente em exercício da Adasa, José Walter Vazquez, enfatizou  o trabalho da Agência, como órgão regulador dos serviços de água, esgoto, drenagem e resíduos sólidos.

“Temos uma consciência muito sólida do nosso papel. Enquanto cabe ao novo governo – que assumiu legitimamente, eleito pelo povo de Brasília – definir as políticas públicas nessas áreas, cabe à Adasa zelar por questões fundamentais, como a continuidade da prestação dos serviços, a qualidade e duas questões que tocam o âmago do cidadão: a modicidade tarifária e a universalização do serviço”.

Vazquez destacou a estrutura da Agência como autarquia, estabelecida pela Lei 4285, de 2008, dotada de regime especial , personalidade jurídica de direito público, com autonomia patrimonial, administrativa e financeira, e independência decisória, de forma colegiada.

“A nossa função muitas vezes contraria o Palácio do Buriti, A nossa autonomia não significa intransigência . Somos uma entidade totalmente aberta ao diálogo. Estamos aqui para construir juntos, com todas as instâncias, o que tem melhor”, afirmou.  Com relação à crise hídrica, ocorrida nos anos de 2017 e 2018, Vazquez disse que esse foi o maior aprendizado da Agência.

Ele fez um agradecimento especial ao antigo diretor, que deixou a Adasa depois de 13 anos de trabalho e afirmou que o órgão regulador conta agora com a experiência de Raimundo Ribeiro para atender o Distrito Federal.

Ribeiro é advogado da União aposentado, foi deputado distrital em duas legislaturas e secretário de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania no governo José Roberto Arruda.  Em seu discurso, ele agradeceu ao governador Ibaneis Rocha por ter lhe confiado a nova tarefa. “Essa convocação nos faz lembrar que temos um compromisso com esta cidade, de trabalhar para resgatar a verdadeira Brasília”, disse, referindo-se à estrutura da capital federal que encontrou em 1967, quando chegou do Piauí.

Com relação à Adasa, lembrou que como órgão público, a Agência tem um destinatário certo: o cidadão. “Esse é o destinatário do nosso serviço e é a esse que nós vamos servir”.

Ele disse que sua intenção era descansar da atividade pública, mas nem sempre a vontade pessoal pode prevalecer.

Ao final, agradeceu a presença de familiares, amigos e autoridades, entre deputados e ex-deputados distritais, deputados federais, desembargadores, presidentes de entidades e de empresas públicas.

O diretor-presidente da Adasa, Paulo Salles, que está de férias, ligou para Ribeiro, antes da cerimônia, cumprimentando-o pela posse. O mandato de Salles vigora até outubro de 2020.