Operação da ANP interdita bomba abastecedora no Rio

505

Uma operação conjunta da ANP com Ipem, Inmetro e Polícia Civil detectou a utilização de dispositivo eletrônico que marca um volume de combustível 10% maior que o realmente fornecido em bomba abastecedora de posto revendedor no Rio de Janeiro. Ou seja, a cada 20 litros marcados na bomba, o consumidor só recebia 18 litros. 

O Ipem e o Inmetro estão vistoriando outras bombas do posto e também levarão os equipamentos para perícia em laboratório. 

Essa é a terceira semana seguida em que operações da ANP com outros órgãos detectam esse tipo de irregularidade e interditam bombas. As anteriores foram nos dias 4/7, em Brás de Pina, e 11/7, na Vila da Penha. 

Os jornalistas interessados em acompanhar devem dirigir-se AGORA ao posto localizado na Rua Artur Rios, 1085, Senador Vasconcelos, Rio de Janeiro (próximo a Campo Grande).