Obra de estacionamento é embargada pela Prefeitura de Manaus, a pedido da AGEMAN

284

Uma obra realizada em um estacionamento, numa área de uso da concessionária Manaus Ambiental, foi embargada pela Prefeitura de Manaus, após fiscalização e denúncia da Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados do Município de Manaus (Ageman). Equipes do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb) embargaram a construção, que fica localizada na rua 2 do conjunto Vilar Câmara, nas imediações da Alameda Cosme Ferreira, no bairro Coroado, zona Leste.

O terreno, conforme afirmou a diretora técnica de concessão, obras e saneamento da Ageman, Suzy Tavares, possui um pressurizador de rede de água (booster) responsável pela distribuição do fornecimento a diversos bairros, mas que, apesar de estar desativado, devido à operação do Proama, poderá voltar a entrar em operação em casos de emergência.

“Esse imóvel onde estava sendo feita essa obra está sob a responsabilidade da Manaus Ambiental que, ao final do prazo de concessão, deverá repassar ao município, por isso jamais poderia estar sendo utilizado para fins particulares. Diante da constatação do uso do terreno, acionamos o Implurb, que fez o embargo devido”, explicou a diretora. Além do estacionamento, os fiscais da Ageman e do Implurb flagraram também a escavação de um poço tubular profundo no local.

Após o embargo, a Ageman vai notificar a concessionária Manaus Ambiental para que encaminhe à agência informações sobre o status do pressurizador de rede de água, visto que trata-se de patrimônio público e é obrigação da concessionária zelar pelo bom uso do imóvel.

O proprietário do estacionamento também deverá comparecer ao Implurb para prestar os devidos esclarecimentos.