MS inicia trabalhos de elaboração do Plano Diretor de Transporte Rodoviário de Passageiros

272

O Estado de Mato Grosso do Sul deu início à preparação para a elaboração do Plano Diretor de Transporte Coletivo Rodoviário Intermunicipal de Passageiros de Mato Grosso do Sul (PDTC/MS). A empresa especializada que venceu a licitação e foi contratada para prestar a consultoria técnica apresentou na última semana a diretores da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos (Agepan) e à Secretaria de Infraestrutura o roteiro para a fase inicial, que contemplará uma extensa coleta de dados. Os trabalhos começam da próxima semana, tendo o mês de junho como marco inicial.

De acordo com o diretor-presidente da Agepan, Youssif Domingos, a elaboração do Plano Diretor vai ser precedida de um estudo muito amplo, avaliando toda a realidade atual e opções de melhoria e modernização, até se ter a proposta definitiva.

O superintendente de Planejamento e Gestão de Obras Públicas (Seinfra), Paulo Cesar Montilha, destacou que o trabalho é um marco para Mato Grosso do Sul. “Pela primeira vez temos um produto como esse, e queremos que seja o melhor possível. Lembrando que não será um produto estático, mas que poderá sempre ser aprimorado”, afirmou.

A fase inicial vai começar com a coleta de dados pela empresa Gistran Gerenciamento de Informações e Sistemas de Transportes nos sistemas de que a Agepan já dispõe, para a estruturação da pesquisa de campo, incluindo a definição da amostragem. Conforme o engenheiro da empresa responsável pela coordenação dos trabalhos, Paulo Petrassi, essa etapa será executada por profissional experiente na atividade específica de pesquisa, que já realizou trabalho semelhante para criação de plano diretor em outros estados.

Dez cidades em regiões polos estão inicialmente elencadas para a realização dos levantamentos de campo. Checagem de movimentação, identificação do percurso médio anual das linhas e construção da matriz OD (origem/destino) são alguns dos termos técnicos que representam, na prática, a coleta, conferência e organização de dados que irão fundamentar a proposta do PDTC/MS.

O diretor de Transportes da Agepan, Ayrton Rodrigues, lembrou que a partir de julho a emissão do Bilhete de Passagem Eletrônico (BP-e) será obrigatória para todas as empresas de transporte de passageiros, situação que deverá contribuir na coleta de dados da pesquisa. “O controle propiciado pelo bilhete eletrônico facilitará, sem dúvida, na fidelidade dos dados referentes a venda de passagens e movimentação de passageiros”, afirmou.