Importantes discussões sobre os rumos do saneamento e gás encerram CTSan

303
Abar

No segundo dia de evento das Câmaras Técnicas da Associação Brasileira das Agências de Regulação (Abar), profissionais e especialistas dividiram as salas durante palestras com objetivo de enriquecer o cenário da regulação no país.

Todos tiveram espaço para levar seus conhecimentos à luz. Além dos especialistas das agências associadas à Abar, professores, representantes de órgãos públicos, do Estado e de entidades profissionais ministraram conteúdos e apresentaram novas práticas para os presentes e também, para quem acompanhava a transmissão à distância e em tempo real.

Coordenador da Câmara Técnica Jurídica Luigi Troisi e, presidente da Agência Reguladora de Energia e Saneamento Básico do Estado do Rio de Janeiro (Agenersa), cita o público recorde e comemora o sucesso da edição. “As Câmaras Técnicas são o coração da Abar e, aqui em Salvador, nós consolidamos uma nova metodologia de reuniões em conjunto. No passado, cada câmara se reunia separadamente e este modelo de nos reunirmos mais vezes e em conjunto começou em Brasília no ano passado e agora, em Salvador foi consolidado. Além de importante, está sendo muito rica a nossa programação”, comenta.

Também mencionando a relevância do evento, Flaviane Metne Mendes, procuradora da Agernersa diz-se empolgada com a próxima reunião. “Eu achei o mais impactante, conseguimos agregar o maior número de participantes. Muito conteúdo foi disponibilizado para os participantes em tempo real sem o prejuízo de deslocamento. A gente precisa cada vez mais fortalecer a palavra, o diálogo e primar pela excelência técnica. Uma associação de renome, como a Abar, é o fórum especifico para isso, atrair vozes do Brasil, de juízes de direito, de técnicos, de profissionais das agências. Acredito que 2020 vai ser um ano promissor e já estamos cheios de sugestões”, afirma.