Franquia de bagagem é subsídio cruzado, afirma presidente da Anac

109
Anac voltou a defender a resolução da agência que liberava as empresas aéreas a cobraram por mala despachada (Foto: Marivaldo Oliveira/Código19/Estadão Conteúdo)
Anac voltou a defender a resolução da agência que liberava as empresas aéreas a cobraram por mala despachada (Foto: Marivaldo Oliveira/Código19/Estadão Conteúdo)

O sistema atual de franquia de bagagem, que obriga as empresas aéreas a despacharem 23 quilos de bagagem de todos os passageiros, cria um sistema de subsídio cruzado, afirmou o presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), José Ricardo Botelho, durante audiência na Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara.

Botelho destacou que no sistema atual, quem não despacha paga pelo direito de quem despacha mala. “Onde fica o direito de quem não quer levar a bagagem? Essa distorção que existe hoje em razão desse normativo causa o chamado subsídio cruzado”, disse.

Leia mais em: www.g1.globo.com/economia/noticia/franquia-de-bagagem-e-subsidio-cruzado-afirma-presidente-da-anac.ghtml