Entrevista com Túlio Marques

871

Coordenador do curso Seguros em Concessões, que será realizado na Associação Brasileira de Agências Reguladoras(Abar) no final do mês de novembro, Túlio Marques, é mestrando em Gestão Internacional, Engenheiro Civil com pós-graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho pela Universidade Federal Fluminense.

Profissional Sênior com amplo conhecimento e experiência em seguros, riscos e contratos, adquirido como executivo em grandes corporações como Swiss Re Corporate Solutions, Coface do Brasil, Unibanco AIG e Bradesco Seguros, ele tomou a frente de equipes diversas nos segmentos de P&C, Energy, Financial Lines, entre outros. Acumula a responsabilidade pela gestão de projetos para identificação e avaliação de riscos de acordo com respectivos impactos financeiros, estabelecimento de graus de controle, ações para mitigação de riscos e determinação de KPIs.

Também tem em suas atribuições profissionais a realização de processos de due diligence, supervisão e auditorias independentes, públicas e privadas, internas e externas, e processos judiciais. O especialista no setor tem na sua trajetória projetos e avaliação de contratos de concessão e PPP. Possui facilidade de se comunicar em diferentes níveis hierárquicos desde o técnico até a alta direção.

Atualmente é sócio da Pezco Economic and Business Intelligence, onde lidera a prática de Insurance and Risks, tendo atuado em projeto recente de parceria público-privada na área de saúde junto ao Governo do Estado de São Paulo.

Para falar um pouco sobre o curso que ministrará em Brasília, Túlio concedeu entrevista à Abar.

Abar – Como o curso auxilia o servidor a conduzir suas atividades?

Túlio Marques – O papel das agências reguladoras pressupõe uma série de competências cada vez mais específicas. O gestor público tem a sua disposição um ganho de eficiência e uma melhor governança decorrentes de contratos mais completos, porém, por isso mesmo mais complexos. Assim como ganhos decorrentes da evolução tecnológica e do próprio mercado. O mercado segurador tem instrumentos fundamentais para estes contratos, a melhora do ambiente institucional das concessões de infraestrutura depende do uso de ferramentas e seguros de garantias aplicados a esses contratos. A incompreensão dessas ferramentas vem causando grandes perdas financeiras e são graves as consequências à administração pública que se vê refém de incompletude de projetos de infraestrutura ou mesmo a ocorrência de reequilíbrios contratuais em frente a estes desarranjos pouco eficazes. Muitas destas situações poderiam ser evitadas com um bom desenho do pacote de seguros e garantias nestes contratos regulados.

Abar – Em linhas gerais, o serviço público carece de iniciativas educativas e de treinamento como o de concessões? Há outros projetos que você está à frente?

Tulio Marques – De fato ainda existe esta carência, a Abesco tem se envolvido em um trabalho de capacitação voltado a preencher estes vazios. Como exemplos, podemos citar o Regulasan realizado em conjunto com o Ministério das Cidades e o Banco Mundial, no qual mais de 1,5 mil profissionais ligados direta ou indiretamente a atividade de regulação puderam participar. Além de muitos programas junto à Abdib com mais de 500 horas de treinamento no setor de energia elétrica, transportes e saneamento.

Abar – Quais são os cases de sucesso que se pode citar após o treinamento?

Túlio Marques – Em duas conversas recentes com profissionais do mercado segurador, eu fui informado que uma grande agência reguladora do estado de São Paulo melhorou sua rotina de avisos de expectativa de sinistros. Isso foi fruto do curso oferecido ano passado, onde houve a participação de muitos servidores de agências, especificamente desta agência. As recusas de sinistro por parte das seguradoras era até então recorrentes, devido a uma certa incompreensão do produto por parte desta mesma agência. Em uma reunião nesta grande agência, a gente teve oportunidade de conversar com servidores que atuam diretamente na área e eu pude notar um entendimento muito mais consistente por parte destes profissionais sobre como se dá a operação do seguro-garantia no mercado.

Serviço

Data: 28 e 29 de novembro de 2019

Local: Auditório da Associação Brasileira de Agências de Regulação – ABAR

Modalidades: Presencial e Online

Inscrições aqui