Preview

A ANCINE e o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), agente financeiro do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), divulgaram a lista preliminar das propostas de Núcleos Criativos classificadas na chamada pública PRODAV 03/2015 do Programa Brasil de Todas as Telas.

 

O objetivo do edital é estimular a estruturação de um ambiente colaborativo de trabalho entre profissionais criadores, sob a direção de um líder, para o desenvolvimento de projetos audiovisuais.  Nesta edição, o PRODAV 03 vai disponibilizar R$ 14 milhões para apoio financeiro a 14 núcleos, para o desenvolvimento de ao menos 70 projetos audiovisuais.

 

Foram indicadas para avaliação da comissão de seleção e seguirão para a próxima etapa 28 propostas de Núcleos Criativos, sendo 12 em cumprimento à cota regional que prevê que ao menos 30% das propostas sejam das regiões Norte, Nordeste ou Centro-Oeste e, no mínimo, 10% de propostas venham da região Sul, e dos estados do Espírito Santo e Minas Gerais. Foram classificadas nove propostas de núcleos das regiões Nordeste, Norte e Centro-Oeste e três núcleos entre a Região Sul, Minas Gerais e Espírito Santo.

 

Os proponentes podem ter acesso aos relatórios de análise com as notas correspondentes à avaliação de suas propostas no site do BRDE, mediante login.

 

As atas de classificação, com a lista de todas as propostas classificadas estão disponíveis para consulta no site do BRDE.  Os proponentes têm até o dia 18 de abril, para apresentar recursos sobre a classificação,através do Sistema de Inscrições do FSA.

 

O resultado dos recursos interpostos será divulgado pelo BRDE após um novo prazo de até 10 dias corridos.

 

Saiba mais sobre o Programa Brasil de Todas as Telas

 

Programa Brasil de Todas as Telas, lançado em julho de 2014, pela presidenta Dilma Rousseff, foi moldado para atuar na expansão do mercado e na universalização do acesso às obras audiovisuais brasileiras. O Programa, uma ampla ação governamental que visa transformar o País em um centro relevante de produção e programação de conteúdos audiovisuais, foi formulado pela ANCINE em parceria com o MinC, e com a colaboração do setor audiovisual por meio de seus representantes no Comitê Gestor do Fundo Setorial do Audiovisual – FSA.

 

Programa Brasil de Todas as Telas – Ano 2 foi lançado no dia 1º de outubro de 2015, no Rio de Janeiro, em cerimônia com a presença do Ministro da Cultura, Juca Ferreira, garantindo a continuidade de uma política pública vigorosa para o audiovisual brasileiro.

 

Fundo Setorial do Audiovisual – FSA é um marco na política pública de fomento à indústria cinematográfica e audiovisual no país, ao inovar quanto às formas de estímulo estatal e à abrangência de sua atuação. Isto porque o FSA contempla atividades associadas aos diversos segmentos da cadeia produtiva do setor – produção, distribuição/comercialização, exibição, e infraestrutura de serviços – mediante a utilização de diferentes instrumentos financeiros, tais como investimentos, financiamentos, operações de apoio e de equalização de encargos financeiros.