Comissão Julgadora começa avaliação dos trabalhos inscritos no Prêmio ANA 2017

145
Membros da Comissão Organizadora do Prêmio ANA 2017 explicam para os membros da Comissão Julgadora as diretrizes para o trabalho de avaliação dos trabalhos inscritos na premiação. Foto: Marcela Coelho / Banco de Imagens ANA

A Comissão Julgadora do Prêmio ANA 2017 começou a avaliação dos projetos inscritos na premiação nesta terça-feira, 8 de agosto. Os(as) integrantes do grupo terão até 8 de setembro para escolher os projetos semifinalistas das nove categorias em disputa: Empresas de Micro e Pequeno Porte; Empresas de Médio e Grande Porte; Ensino; Governo; Imprensa – Impressos e Sites; Imprensa – Rádio; Imprensa – TV; Organizações Civis; e Pesquisa e Inovação Tecnológica.

Durante a avaliação, cada membro da Comissão Julgadora avaliará uma ou duas categorias. Para esta análise os especialistas deverão levar em consideração os critérios de efetividade, impactos social e ambiental, potencial de difusão, adesão social, originalidade e sustentabilidade financeira dos projetos. Para as três categorias de imprensa, os critérios de julgamento serão: adequação ao objetivo do Prêmio ANA, contextualização, multiplicidade de abordagens, originalidade e potencial de difusão dos conteúdos.

Neste primeiro encontro, a Comissão Organizadora da premiação, formada por servidores da Agência Nacional de Águas (ANA), informou à Comissão Julgadora as diretrizes básicas do Prêmio, como o sistema para avaliação dos projetos. Desta etapa em diante os julgadores têm total autonomia para organizar sua forma de trabalho e podem compartilhar entre si as informações das diferentes categorias. Os profissionais escolhidos são de fora da Agência e têm notório saber nas áreas de recursos hídricos, meio ambiente e Jornalismo.

Leia mais aqui.