Atuação efetiva da Ageman garante universalização do abastecimento de água em Manaus

284

A atuação efetiva da Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados do Município de Manaus (Ageman) frente aos serviços de abastecimento de água e de esgotamento sanitário, oferecidos na capital do Amazonas por meio da concessionária Águas de Manaus, empresa do Grupo AEGEA, tem assegurado à Prefeitura de Manaus a universalização dos respectivos serviços, conforme prevê a Lei do Saneamento Básico 11.445/2007.

Em um ano de trabalho, as rotinas das equipes técnicas da Ageman no âmbito da regulação e da fiscalização têm proporcionado ao Poder Concedente, no caso a Prefeitura, a tranquilidade e a satisfação com o atendimento prestado à população por parte da concessionária, como os investimentos na construção de cinco novos reservatórios, a ampliação das redes de distribuição e abastecimento, além da modernização de seus processos, possibilitando a universalização dos serviços, levando água de qualidade aos mais diversos bairros e comunidades de Manaus.

Os resultados têm sido acompanhados diariamente pelo diretor-presidente da Ageman, Fábio Alho e pelo prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto. Nesta semana, uma série de vistorias foi realizada pelo agente regulador municipal e poder concedente nas obras em execução pela concessionária.

Nas zonas Leste e Oeste da cidade, Fábio Alho e Arthur Neto fiscalizaram as obras do novo reservatório de água no bairro Jorge Teixeira que terá capacidade de reservar 7,5 milhões de litros, do reservatório no bairro Compensa, sendo este com capacidade para 5 milhões de litros e que já está pronto para entrar em ação. A principal e maior Estação de Tratamento de Àgua da capital, também localizada no bairro Compensa, foi alvo da visita surpresa dos agentes públicos que observaram as rotinas de todo o sistema de captação, tratamento, distribuição e controle da rede de abastecimento.

“Deu para perceber todo o processo de purificação da água que é captada no Rio Negro até a sua última etapa. Estamos no Centro de Controle de Operações, que mostra exatamente o que está acontecendo com a rede de abastecimento, em qualquer lugar de Manaus”, disse o prefeito. “Queremos ter uma visão muito completa do sistema para estarmos muito por dentro, sempre, de tudo aquilo que é vital para Manaus, e a água é vital”, assegurou.

Na zona Sul de Manaus, a vistoria ocorreu no beco Nonato, no bairro Cachoeirinha, onde os moradores foram beneficiados com uma tecnologia simples e eficiente para combater as perdas de água tratada. Chamadas de redes aéreas, as estruturas facilitam os trabalhos de manutenção e a localização de vazamentos. Todos os residentes do beco também foram incluídos na Tarifa Social, benefício estabelecido via Decreto municipal, que concede desconto na conta de água.

As áreas de palafitas (casas de madeira edificadas sobre os igarapés) e becos foram os principais pontos de trabalho das equipes da Águas de Manaus no bairro. Durante o serviço no beco Nonato, 36 novas ligações de água foram realizadas, totalizando 60 ligações ativas no local, além da execução de 240 metros de extensões de rede.

Nesta semana, a vistoria chegou ao Programa Aguas para Manaus – PROAMA – Sistema de produção de água da Ponta das Lajes – cujo início da operação foi em 2014. Atualmente, a estrutura produz 2,1m3/s de água tratada, podendo chegar a 2,5m3/s, mas a estrutura suporta incremento de até 5m3/s. O complexo abastece a Zona Leste da cidade e parte da Zona Norte, beneficiando aproximadamente 530 mil habitantes.

Fábio Alho destacou que ao acompanhar diariamente todos os avanços no abastecimento de água para a cidade, o trabalho desenvolvido pela  Águas de Manaus tem correspondido às exigências contratuais. “São determinações do poder concedente, do prefeito, e a Ageman vem fiscalizando as metas contratuais. A empresa vem correspondendo nos investimentos, nas ações e, principalmente, atendendo a população, trazendo água, dignidade, com qualidade”, disse.

Fábio informou ainda que serão investidos aproximadamente R$ 40 milhões este ano em melhorias no abastecimento de água em Manaus, com novas ligações em comunidades ainda não atendidas, construção de reservatórios e melhoria da rede de distribuição, com novas adutoras.