ARTESP: “Blitz Olho Vivo” apreendeu ônibus clandestinos e flagrou irregularidades em equipamentos de rodovias concedidas no feriadão

241

Durante o fim de semana prolongado dos feriados de Proclamação da República (15 de novembro) e Consciência Negra (20 de novembro) mais de 80 agentes de fiscalização da ARTESP (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) realizaram a “Blitz Olho Vivo Operações”, fiscalização especial que reforça as ações usuais da Agência, realizando um verdadeiro pente-fino para avaliar a qualidade das rodovias paulistas sob concessão, a prestação de serviços das concessionárias e o transporte coletivo intermunicipal. As ações da “Blitz Olho Vivo” tiveram início na quarta-feira, dia 14 de novembro, e se estenderam até a quarta-feira, dia 21 de novembro. Os fiscais apreenderam 61 veículos que realizavam transporte clandestino e apuraram 104 não conformidades em equipamentos utilizados pelas concessionárias de rodovias para monitorar o tráfego, informar ou atender os usuários da malha concedida.

Serviços prestados pelas concessionárias. A fiscalização nas concessionárias verifica a qualidade de diversos itens relacionados à prestação de serviços aos usuários das rodovias estaduais sob concessão, como o funcionamento das câmeras de vigilância, dos painéis eletrônicos de mensagem e dos “call box” (telefones de emergência) ao longo das rodovias, o atendimento dos veículos operacionais (unidades de resgate, guinchos e de inspeção de tráfego), além das condições dos postos SAU (Serviço de Atendimento aos Usuários), das Bases Operacionais e das praças de pedágio, com avaliação do tempo de atendimento.

Ecovias. No Sistema Anchieta-Imigrantes, cujos 176,8 quilômetros de pistas são administrados e operados pela Ecovias, os agentes da “Blitz Olho Vivo Operações” apuraram um total de 49 não conformidades somadas as vistorias realizadas nos dias 15 e 20 de novembro – nos demais dias ocorreu monitoramento de rotina. No dia 15, de 178 câmeras de monitoramento averiguadas, os fiscais encontraram 24 equipamentos inadequados (desligados por vandalismo, sem transmissão de imagens, com oscilação de imagens, por exemplos) e, dos 42 painéis de mensagens eletrônicos, nove estavam desligados devido à queda de energia. No dia 20, das 178 câmeras, 11 estavam com problemas e quatro painéis de mensagens estavam apagados, e também foi constatado que um dos 12 veículos de inspeção de tráfego estava fora de operação, pois se encontrava em manutenção.

SPMar. Responsável pela administração e operação dos trechos Sul e Leste do Rodoanel, a malha da SPMar recebeu os agentes da “Blitz Olho Vivo” também nos dias 15 e 20 de novembro. Em ambas as fiscalizações, o único problema constatado foi o não-funcionamento de um dos 14 Painéis de Mensagens Eletrônicos sob operação da concessionária.

ViaOeste. No Sistema Castello-Raposo, cerca de 170 quilômetros estão sob operação e administração da ViaOeste, o principal problema constatado na “Blitz Olho Vivo”, realizada na quarta-feira, dia 14, foi o mal funcionamento dos “call box”. Dos 296 equipamentos existentes na malha da concessionária, foram apurados problemas de transmissão em 17. O Trecho Oeste do Rodoanel (sob operação da concessionária RodoAnel) foi fiscalizado no mesmo dia, sem constatação de não conformidades.

Leia mais aqui.