Aresc recebe equipe técnica da Agencia Reguladora do Paraná

369

A Diretoria Técnica da Agência de Regulação de Serviços Públicos de Santa Catarina (Aresc) recebeu na última terça-feira de outubro, dia 29, a visita de representantes da Agência Reguladora do Paraná (Agepar). O Objetivo foi conhecer de perto as boas práticas da agência nas áreas de gás canalizado e saneamento, principalmente.

A Agência Reguladora do Paraná regula serviços de Transporte Coletivo Intermunicipal e das travessias marítimas, fluviais e lacustres, e há pouco mais de um ano incorporou em suas atividades reguladas e fiscalizadas os setores de saneamento e gás natural.

Na oportunidade, os membros da agência Paranaense Rejane Karam, Diretora de Regulação Econômico e Financeiro; Ivo Ericson, Diretor Jurídico; e Thiago Silva, Gerente de Regulação Econômico e Financeiro puderam conhecer algumas das inúmeras ações que foram e estão sendo executadas pela Aresc dentre eles o resultado do estudo de revisão tarifária para as prestadoras de serviço de Saneamento Básico e Esgotamento Sanitário da Casan e Emasa (Balneário Camboriú), estudo de revisão tarifária da Concessionaria de Serviço de distribuição de Gás Natural Canalizado no Estado de Santa Catarina, mecanismo de recuperação da conta gráfica do Gás Natural, entre outras demandas rotineiras.

“A Aresc é, para nós, um modelo de agência reguladora a ser seguido, tanto em questões técnico-profissionais como institucionais, pela sua solidez e pelos resultados que apresenta à sociedade. Buscamos esse amadurecimento regulatório, e a troca de experiências é salutar e necessária”, reiterou Rejane Karam.

A equipe técnica da Aresc aproveitou também o encontro para a troca de experiência, em especial na área de regulação e fiscalização de transporte, serviço recentemente absorvido por esta agência, e de grande expertise da Agepar, que há anos atua neste setor.

“A troca de experiências é sempre muito proveitosa e o relacionamento com outras Agências Reguladoras, principalmente as que realizam trabalhos similares em outros estados, sempre proporciona aprimoramento na qualidade das práticas regulatórias”, acrescentou o presidente interino da Aresc, Içuriti Pereira.