Agenersa recebe visita de representantes da Arce para tratar do gás

567

A Agenersa recebeu nesta quinta-feira (04/07) a visita de representantes da Agência Reguladora do Estado do Ceará (Arce). Em pauta, o trabalho da agência fluminense que culminou com as novas diretrizes para o mercado livre de gás no Estado do Rio de Janeiro.

O presidente da Agenersa, Silvio Carlos Santos Ferreira, e o conselheiro da agência reguladora fluminense e diretor da Associação Brasileira de Agências de Regulação (ABAR), Luigi Troisi, receberam o coordenador econômico-tarifário e o analista de regulação em gás canalizado da ARCE, respectivamente, Mário Monteiro e Francisco Castro Neto. 

Os visitantes também se reuniram com os gerentes Jorge Calfo (Câmara de Energia) e Fábio Côrtes do Nascimento (Câmara Técnica de Política Econômica e Tarifária) para conhecer de perto como a Agenersa realizou estudos e reformulou o arcabouço regulatório para autoprodutor, autoimportador e consumidor livre, estabelecendo diretrizes para o novo marco regulatório para o mercado livre de gás no Rio de Janeiro.

A Deliberação 3.862/2019, que estabelece diretrizes para o novo marco regulatório para o mercado livre de gás no Rio de Janeiro, foi publicada dia 26 de julho no Diário Oficial, quando entrou em vigor. Com isto, o Estado do Rio passou a ser o primeiro do País a se enquadrar às novas regras da Resolução nº 16, de 24 de junho de 2019, do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), que estabeleceu diretrizes e aperfeiçoamentos de políticas energéticas voltadas à promoção da livre concorrência no mercado de gás natural.