ADASA Na Escola supera metas para 2018

193

O programa de educação ambiental Adasa na Escola já superou a meta de 60 mil atendimentos previstos no Planejamento Estratégico da Agência para 2018. Até meados de maio, o programa alcançou 73.295 crianças e adolescentes, entre 4 e 14 anos de idade, do Distrito Federal e de cidades do entorno.

A meta foi atingida rapidamente devido a participação do programa em grandes eventos, como o 8° Fórum Mundial da Água, ocorrido em Brasília  em março, e a Agrobrasília, realizada na semana passada. “Durante o 8° Fórum realizamos 60 mil atendimentos, e na Agrobrasília 2.348 crianças passaram pelo espaço Adasa para assistir a palestras, participar das dinâmicas e das rodas de conversa”, contou a responsável técnica do programa, Fabiana Xavier.

Além dos eventos, o Adasa na Escola visitou 28 instituições de ensino, atendendo um total de 10.947 alunos das redes públicas e particulares do DF. Segundo Fabiana Xavier, o programa já tem escolas pré-agendadas até 2020. “ Nosso principal objetivo é sensibilizar as crianças de uma forma lúdica, sobre o uso racional da água. Só através disso conseguiremos promover mudanças de hábitos para que as crianças se tornem agentes multiplicadores”, explicou.

O Adasa na Escola vem ultrapassando metas desde a sua criação, em 2010. A responsável técnica do programa, que apresentou a primeira palestra do então projeto, na Escola Classe 3 de Brazlândia, disse que não imaginou que o programa alcançasse essa dimensão. “O intuito da primeira apresentação era promover a 1ª Semana da Água. Nesse dia atendemos nove escolas, onde falamos sobre o uso racional da água e a destinação correta dos resíduos. Hoje abordamos questões como preservação, racionamento, regulação, drenagem e falamos das atribuições da Adasa”.      

Material didático
Desde a primeira apresentação, o programa atendeu mais de 450 escolas e sensibilizou mais de 233 mil crianças, que se tornaram guardiões da água. O Adasa na Escola disponibiliza no site da Adasa – www.adasa.df.gov.br – materiais didáticos, vídeos e cartilhas que podem ser baixadas por qualquer cidadão. Lá, as escolas poderão agendar sua visita, conhecer o espaço professor e em breve conferir as fotos da participação dos alunos nas palestras e dinâmicas do programa.