Evento da ANEEL sobre leilão de transmissão reúne 600 investidores

5

Buscando atrair ainda mais investidores estrangeiros para o setor elétrico brasileiro, a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) realizaram nesta quarta-feira, 28 de outubro, o evento virtual “Leilão de Transmissão 2020: oportunidades de negócios e investimentos no setor de energia brasileiro”, no âmbito do programa Invest in Brasil, que contou com a participação de cerca de 600 investidores de 28 países, incluindo Brasil, China, Estados Unidos, Espanha e França.

A abertura do evento foi feita pelo ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, que lembrou da história bem sucedida dos leilões. “Os leilões realizados há 20 anos, com muito sucesso, possuem hoje governança consolidada, fruto de aprimoramentos realizados ao longo dos anos. Destaco a ênfase ao aspecto de previsibilidade, tão caro ao planejador, ao regulador e, naturalmente ao investidor”, disse o ministro.

O evento contou com as participações do diretor-geral da ANEEL, André Pepitone, e do presidente da APEX, Sergio Segovia, entre outras autoridades.

“O leilão de transmissão de 2020 é a contribuição do setor elétrico para a agenda do Brasil de reativação econômica no contexto da superação da pandemia”, disse Pepitone.

Ao destacar a importância da atuação do regulador para atrair investidores privados, Pepitone ressaltou que “estamos no Brasil vigilantes aos princípios internacionalmente consagrados que orientam os sinais claros aos investidores, como  transparência, previsibilidade, respeito aos contratos e maturidade regulatória”.

Realizado em parceria com o Ministério de Minas e Energia e o Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), o evento apresentou aspectos técnicos e características de negócios do Leilão de Transmissão nº 01/2020, marcado para 17 de dezembro.

Leilão de Transmissão 01/2020

O Leilão de Transmissão nº 1/2020, marcado para 17/12/2020, tem previsão de R$ 7,4 bilhões em investimentos e geração de 15.434 empregos diretos. Serão negociados no certame 11 lotes, com a contratação de 1.958 km de novas linhas de transmissão e 6.420 megavolt-ampères (MVA) em capacidade de transformação.

Link para a matéria original.