Adasa e instituições parceiras entregam Canal Santos Dumont revitalizado

1

Foi entregue oficialmente nesta sexta-feira (25/9) a última fase de revitalização do Canal Santos Dumont, em cerimônia na sede da Associação dos Usuários de Água do Núcleo Rural Santos Dumont. A tubulação é resultado da parceria entre a Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa), Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (Seagri-DF), a Empresa de Assistência e Extensão Rural (Emater), Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb), o Comitê da Bacia Hidrográfica do Paranaíba (CBH-Paranaíba) e produtores usuários do canal.

Na cerimônia, o diretor da Adasa, Jorge Werneck, destacou a importância da ação conjunta das instituições parceiras e comunidade para a realização da obra, que além de beneficiar 90 produtores da região, diretamente, contribuirá para o abastecimento de 200 mil pessoas da cidade, que consomem água da Bacia do Pipiripau. Ele ressaltou também a importância da cobrança pelo uso da água da bacia Paranaíba, que contribuiu para o investimento. “Quando começou a cobrança pelo uso da água, muitos reclamaram porque tinham que pagar R$ 8 mil por ano e ao mesmo tempo não tinham água para produzir. Mas retornou R$ 1,8 milhão, para a instalação dos tubos comprados com recursos da tarifa de contingência”, lembrou Werneck, ressaltando que os produtores também colocaram a mão na massa para a instalação dos tubos de menor diâmetro. “Juntos pela água a gente vai mais longe, concluiu”.

A revitalização do canal Santos Dumont foi feita em duas etapas. A primeira, de oito canais secundários que levam a água do canal principal para as propriedades rurais e a segunda que está sendo entregue agora, com a instalação de aproximadamente 10 mil metros de tubos.

Para a execução, as obras foram realizadas com R$ 3,6 milhões da Tarifa de Contingência, criada pela Adasa durante a crise hídrica e operacionalizada pela Caesb, e R$ 1,8 milhão da cobrança pelo uso dos recursos hídricos do rio Paranaíba.

“Este é um exemplo de que o recurso da cobrança retorna integralmente para a bacia e faz com que o investimento realizado seja em benefício para aqueles que pagam pelo uso da água. É o Comitê que decide sobre os valores, administra esse o recurso captado e que decide onde aplicar”, ressaltou o presidente do Comitê de Bacia dos Afluentes do Rio Paranaíba, Breno Lasmar.

A revitalização do canal Santos Dumont evitará perdas de água por infiltração em todo o seu leito e ampliará a disponibilidade hídrica na região, principalmente durante o período da seca. Segundo levantamentos preliminares, as melhorias devem reduzir a demanda hídrica em cerca de 100 litros por segundo, o que pode ser decisivo para minimizar o risco de desabastecimento de água na região.

A presidente da Associação do Canal Santos Dumont, Flávia Kikuchi, lembrou que no período crítico da seca muitos produtores desistiram do trabalho. “Em 2018, quando todos os órgãos começaram a se unir, fizeram a tubulação secundária e em, 2019 e 2020 a tubulação do canal principal, o sonho brotou e muitos voltaram a mexer na terra, arar, e acreditar, que vale a pena não desistir”.

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, também destacou em seu discurso a importância dessa integração de esforços. “Eu que nunca tinha participado de governo, sempre atuei na área privada, onde as coisas fluem com maior facilidade. E comecei a entender que se não houver transversalidade dentro do governo, você não consegue de maneira nenhuma realizar nada, porque sempre para em algum lugar”, observou.

Com 18 km de extensão, o canal foi construído em 1984 e começou a ser operado em 1989.

Entre as autoridades presentes, representaram a Adasa os diretores Raimundo Ribeiro e Vinícius Benevides, o chefe de gabinete, Israel Pinheiro, o Ouvidor Robinson Cardoso e a coordenadora, de Agência de Bacias Hidrográficas da Adasa, Alba Evangelista Ramos.

Assessoria de Comunicação e Imprensa (ACI)
Gabriela Vale – 99354 4242
Rosana Liberado – 99961 0807
Marcela Palma – 98132 6553
Brenda Freitas – 98162 8400
aci@adasa.df.gov.br