Rodovias de São Paulo usam novas tecnologias para combater a pandemia

1

Concessões reguladas pela ARTESP recebem inovações para atendimento e pagamento

As concessionárias de São Paulo, em parceria com a ARTESP, fazem uso da inovação e da tecnologia para melhorar a experiência dos usuários nas rodovias do Estado. Nos últimos anos, várias iniciativas foram adotadas para aperfeiçoar o atendimento e, recentemente, por conta da pandemia da COVID-19, surgiram novos mecanismos e outros mostraram sua eficiência no combate à propagação do vírus.
É o caso dos métodos de pagamento que evitam o contato humano e o manuseio de dinheiro. Um deles, já existente, é o pagamento automático por tags, utilizado por 60% dos usuários das rodovias concedidas (média entre os números das concessionárias). Durante a pandemia, em parceria com as operadoras do serviço, foram distribuídos mais de 52 mil desses dispositivos para motoristas profissionais que trafegam nas rodovias concedidas, como forma de incentivá-los a usar esse método de pagamento que evita o contato com dinheiro.
O uso dos totens de autoatendimento, recurso já existente, também foi ampliado durante a pandemia. Hoje, são 76 equipamentos espalhados pelos 10,8 mil quilômetros de rodovias concedidas, evitando o contato presencial e melhorando a experiência do usuário. Da mesma forma, wi-fi gratuito para acessar aplicativos e portais das concessionárias na internet facilitam pedidos de socorro e acesso a informações sobre as rodovias, também mantendo o distanciamento social.
O Programa de Concessões Rodoviárias busca suprir as necessidades de investimentos na infraestrutura e também melhorar o conforto dos usuários. “Inovação é algo que faz parte da rotina da ARTESP. Seja na formatação dos contratos, que significa o aperfeiçoamento das regras para um acordo mais benéfico à população, ou no apoio às concessionárias em buscar alternativas para soluções nas rodovias, a agência tem como objetivo levar para o usuário o melhor em atendimento”, afirma Milton Persoli, diretor geral da ARTESP.
Novas tecnologias: NFC e Wi-fi 
As concessionárias Ecopistas e Ecovias implantaram, no fim de abril, um projeto-piloto em caráter excepcional devido à pandemia da COVID-19. Trata-se do pagamento por NFC em seus mais de 300 quilômetros de extensão, que incluem o sistema Anchieta-Imigrantes e o Corredor Ayrton Senna/Carvalho Pinto. O NFC (Near Field Communication) – comunicação por proximidade, em tradução livre – é uma tecnologia que permite o pagamento de pedágio sem a necessidade de contato com o arrecadador, apenas com a aproximação dos dispositivos compatíveis, como cartões de débito ou crédito e até mesmo pulseiras e relógios que contam com a tecnologia.
O método de pagamento semiautomático, conforme preconizado na Portaria ARTESP n°12/2018 e que consta nos contratos de concessão, foi implementado em 2019 pelas concessionárias Entrevias e Via Paulista, e é utilizado pela Eixo SP. Essa tecnologia conta com um pagamento feito pela aproximação de um microchip, presente em um cartão ou pulseira próprios da concessionária, a um leitor presente nas praças de pedágio. Os trechos cobertos incluem todas as praças das concessionárias mencionadas, abrangendo os municípios de Botucatu, Brotas, Echaporã, Jaú, Marília e São Carlos.
Totens de atendimento também foram instalados em algumas rodovias. Os 76 equipamentos estão localizados nos Postos de Serviços de Atendimento ao Usuário (SAU) das áreas administradas por Rota das Bandeiras, Cart, ViaRondon, Rodovias do Tietê, Ecopistas, Entrevias e Via Paulista. Os equipamentos permitem o contato direto, de forma remota, com o CCO (Centro de Controle Operacional) da concessionária para a solicitação de socorro ou informações.
O sistema de comunicação por meio de tecnologia wi-fi, para uso gratuito pelos usuários que necessitam de atendimento em rodovias, foi implantado por quatro concessionárias. O sistema está ativo na Rodovia Carvalho Pinto (SP-070), entre o km 126 e o km 134, administrada pela Ecopistas, assim como em 570 quilômetros de malha rodoviária concedida à Entrevias, em 287 quilômetros no trecho da Via Paulista, e entre os quilômetros 11 e 83 da Rodovia dos Tamoios (SP-099). O sistema permite que os usuários, por meio de um aplicativo ou do acesso a um portal na internet, estabeleçam comunicação com o CCO da concessionária ou faça consultas diretamente a diversas informações sobre as rodovias concedidas.