Tráfego nas principais rodovias paulistas tem queda de 66% durante feriado

1

Redução de acidentes foi de 61% e de vítimas fatais, de 46% em relação ao feriado do ano passado

O movimento de veículos nas rodovias paulistas sob concessão foi 66,56%menor neste feriado de Páscoa na comparação com o ano passado. O resultado reflete a orientação do Governo do Estado para que as pessoas fiquem em casa durante este período de quarentena em razão da pandemia provocada pelo novo coronavírus. Com a redução do tráfego, também foram registrados 61% menos acidentes e queda de 46% nas vítimas fatais.

Desde o começo da semana passada, por orientação da ARTESP (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) as concessionárias de rodovias paulistas passaram a veicular nos painéis eletrônicos mensagens orientando a população a não viajar. Foram cinco frases como essas: “Nesta Páscoa, cuide da sua saúde e da sua família. Fique em casa!”; ou ainda: “Na Páscoa, se puder, não viaje. Siga a quarentena e fique em casa!”.

Com a prorrogação da quarentena até o dia 22 de abril, a ARTESP manteve a orientação para que a população não faça viagens desnecessárias. As concessionárias seguem exibindo as mensagens: “Previna-se contra o Coronavírus; Evite aglomerações” ou “Coronavírus: higiene é prevenção; Lave bem as mãos”.

Serviços mantidos

Mesmo com a recomendação para se evitar as viagens durante a quarentena, e com a redução do tráfego nas rodovias desde o início do isolamento, as 20 concessionárias de rodovias do Estado de São Paulo mantêm suas equipes a postos para a prestação de serviços essenciais aos usuários, como socorro mecânico, guincho e ambulância, além das equipes de monitoramento dos Centros de Controle Operacionais (CCOs) e da manutenção da malha, com serviços de conservação do pavimento e sinalização.