Arce solicita comprovação dos motivos de cortes de energia

2

Referente ao caso veiculado na imprensa, envolvendo a demissão, no último dia 23 (segunda-feira), de um eletricista contratado pela empresa SIRTEC Ltda., que presta serviço para a Enel Distribuição Ceará, a Agência Reguladora do Estado do Ceará (Arce) fornece alguns esclarecimentos. O colaborador da citada empresa se recusou a cumprir o serviço, alegando como motivo “a situação de emergência e isolamento social no estado, decorrente do novo coronavírus” e que outros colaboradores foram desligados pela mesma razão, ou seja, por se recusarem a fazer desligamentos que, conforme ele, “eram por causa de débitos”. Em nota, a Concessionária informou que “o tipo de corte em questão havia sido solicitado pelo próprio cliente”. Tão logo a Agência Cearense tomou conhecimento do caso, já oficializou hoje, 25, a Enel Ceará sobre a necessidade do envio de documentação que comprove o real motivo do problema, uma vez que, por determinação da Agência Nacional de Energia Elétrica, estão suspensos os cortes de energia por falta de pagamento.

Nesse contexto, a coordenadoria de energia da Arce solicitou que a Enel encaminhe, em um prazo máximo de 48 horas, lista com os seguintes dados: número de todas as ordens de serviço, referentes a cortes de fornecimento, emitidas no último dia 23 e encaminhadas pela Distribuidora de Energia à empresa responsável;  motivo do desligamento; nome do titular da unidade consumidora; endereço da unidade consumidora; e nome dos colaboradores responsáveis pela execução. Além disso, também foi orientado o envio de detalhamento do documento entre às equipes responsáveis, logo no início dos trabalhos, e cópia do formulário entregue aos colaboradores responsáveis pela execução da atividade. Tais informações deverão ser encaminhadas pela gerência de regulação da Enel Ceará até a próxima sexta-feira, 27.