Arce fiscalizará qualidade da água de 32 localidades

1

Desde o dia dois de março, a coordenadoria de saneamento básico da Agência Reguladora do Estado do Ceará (Arce) inicia um novo e intenso ciclo de fiscalizações. Ao todo, 32 localidades passarão por vistorias. De acordo com o cronograma, os técnicos da Agência Cearense fiscalizarão os sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário de Acaraú, Alto do Garrote, Amaniutuba, Aurora, Barro, Bela Cruz, Capuan, Catuana, Caucaia, Cipó, Granjeiro, Guararu, Iara, Ingazeira, Jati, Jurema, Lavras da Mangabeira, Mangabeira, Mauriti, Milagres, Palestina do Cariri, Penaforte, Podimirim, Porteiras, Primavera, Quitaiús, Rosário e Sítios Novos. Já nos municípios de Arneiroz, Cruz, Martinópole e Parambu passarão pelo crivo dos analistas apenas os sistemas de abastecimento de água. Os trabalhos, cujo objetivo é avaliar o serviço prestado pela Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), se estendem até o dia três de abril.

Os técnicos da Agência Cearense sempre analisam pontos que vão do tratamento à adução e da reservação até o atendimento comercial, com a finalidade de verificar se estão em conformidade com as prescrições constantes nas leis, normas e regulamentos específicos do setor. Além disso, ao fim de cada ação, a Agência Reguladora expede relatório sobre os resultados.

Em casos de não conformidade na prestação dos serviços de abastecimento de água e de esgotamento sanitário, a Arce pode gerar determinação, recomendação e/ou multa. Antes da conclusão, seis componentes são criteriosamente levados em conta e servem de base para o trabalho dos fiscais: Provisão dos Serviços, Gestão Comercial e Faturamento, Relacionamento com os Usuários, Proteção Ambiental, Qualidade da Água e, ainda, Gestão de Emergências e Contingências.