Agenersa e Agetransp lançam escola pioneira para ensino regulatório

2

Buscando atrair espaços para qualificação do corpo técnico com a qualidade que os serviços públicos concedidos necessitam, as agências reguladoras do Estado do Rio de Energia e Saneamento Básico (Agenersa) e de Transportes Aquaviários, Ferroviários e Metroviários e de Rodovias (Agetransp) lançaram oficialmente a Escola de Regulação das Agências Reguladoras do Estado do Rio de Janeiro, a primeira do segmento em todo o Brasil. A solenidade de Posse do Conselho Superior e Diretoria da Escola foi realizada na sede da Procuradoria-Geral do Estado do Rio (PGE-RJ) na última quarta-feira (13/02).

Compuseram a mesa da Aula Magna, que foi ministrada pelo subprocurador-geral, Sérgio Neves, e pela professora da Fundação Getulio Vargas, Patrícia Sampaio,  os conselheiros presidentes da Agenersa e da Agetransp, Luigi Troisi e Murilo Leal, o procurador-geral do estado, Marcelo Lopes da Silva, e o presidente da Associação Brasileira das Agências de Regulação (ABAR), Fernando Franco.

“Este será um espaço legítimo para a difusão de conhecimentos regulatórios e representa um grande avanço institucional no nosso estado. Esta escola é pioneira no Brasil e irá contribuir para a melhoria do desempenho dos servidores com palestras mensais e cursos de curta duração”, explica o conselheiro presidente da Agenersa Luigi Trosi, que lembrou que a Escola de Regulação surgiu em 2014, na administração do então conselheiro presidente José Bismarck Vianna de Souza.

Foto: Agenersa

“Esse ato de instalação tem uma importância muito grande para todos nós. Achamos que é um marco no Estado do Rio de Janeiro, que é sempre vanguarda em questões regulatórias e vamos acompanhar essa vanguarda com a criação de uma Escola de Regulação. Hoje, estamos plantando uma semente de um projeto que dará muitos frutos para a regulação estadual e do Brasil”, afirmou o presidente da Agetransp, Murilo Leal.

Para o presidente da ABAR, a iniciativa das agências reguladoras do Rio é de grande valia. “Esse exemplo da Agenersa e Agetransp é de suma importância para que possamos trabalhar a regulação brasileira. A capacitação do corpo técnico é extremamente importante e vem em um momento crucial para que possamos trabalhar e fortalecer o ambiente da regulação no País”, disse Franco.

Marcelo Lopes parabenizou as duas agências reguladoras fluminenses pela iniciativa de lançar a Escola de Regulação. “Eu saúdo a iniciativa da Agetransp e Agenersa. A troca de experiências é excepcional. Nós precisamos hoje de um empenho muito grande para as soluções, que só as conseguimos estudando os assuntos com afinco. Agradeço a oportunidade de a Procuradoria estar sediando este evento e parabenizar a iniciativa inovadora”, assinalou.

Foto: Agenersa

Os conselheiros da Agenersa Silvio Santos Ferreira, Tiago Mohamed e José Carlos dos Santos Araújo também participaram da solenidade. Por parte da Agetransp, os conselheiros Aline Paola de Almeida e Vicente Loureiro estavam presentes.

Conselho Superior

Os conselheiros presidentes da Agenersa e Agetransp assinaram o Termo de Posse no Conselho Superior da Escola de Regulação. Juntos, são os presidentes do Conselho, que terá Silvio Carlos Ferreira Santos e Vicente de Paula Loureiro como vice-presidentes, que serão os administradores da escola, que terá dentre as principais atividades a realização de cursos de capacitação, internos e externos, e atualização de servidores e público em geral. A direção-geral está a cargo da secretária executiva da Agenersa, Cinthia Pitz.

Para os núcleos acadêmicos, foram designados o gerente da Câmara de Resíduos Sólidos da Agenersa, Roosevelt Brasil (Energia e Saneamento), a procuradora da Agenersa Flavine Metne assumiu o Núcleo Acadêmico e Jurídico, e José Luiz Lopes Teixeira, da Agetransp, será o condutor do Núcleo Acadêmico de Transportes e Rodovias.

Foto: Agenersa