Agepan/MS substitui empresa na linha Ladário – Corumbá

1

Andorinha assume operação a partir de 1º/2, como resultado de projeto de melhoria no transporte. Equipe técnica da Agência acompanha transição

Campo Grande (MS) – O reordenamento do Sistema de Transporte Rodoviário Intermunicipal de Passageiros de Mato Grosso do Sul já tem um primeiro impacto concreto, com a substituição da empresa que faz a linha 061, Ladário-Corumbá. Por decisão da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos (Agepan), a Viação Andorinha assumirá o serviço a partir do dia 1º de fevereiro, em substituição à Viação Canarinho.

Equipe técnica da Agência está em Ladário desde a quarta-feira (29), promovendo a transição em conjunto com as duas empresas. A Andorinha utilizará na linha quatro ônibus de característica urbana, com 42 assentos (sendo que a capacidade total de passageiros é maior, porque esse tipo de linha permite viajar em pé). Os veículos, com cinco anos de fabricação, modernizam a estrutura disponível aos usuários, que tinham as más condições dos antigos ônibus como uma das principais reclamações.

A substituição promovida pela Agência Reguladora faz parte das ações que caminham em paralelo à elaboração do Plano Diretor de Transporte Coletivo (PDTC), projeto do Governo Estadual, coordenado em conjunto entre a Agepan e a Secretaria de Infraestrutura. A finalização do Plano e a consequente licitação geral das linhas deverá acontecer até outubro de 2022. Até lá, conforme acordo firmado pelo Governo com o Ministério Público Estadual, a Agência tem o compromisso de analisar individualmente o desempenho de cada operadora e definir pela emissão ou não da chamada Autorização Precária.

O prazo para as empresas requererem a Autorização temporária venceu no fim de dezembro, e a Viação Canarinho demonstrou não ter condições de manter as operações na linha, optando por não requerer a permanência. O Plano de Melhorias determinado pela Agepan e que também teria participação da Prefeitura não avançou, e a Agência definiu pela troca de operadora.

“O Estado está respondendo a uma antiga demanda dos usuários dessa linha. O Governo, como Poder Concedente, e a Agência Reguladora, querem assegurar um modelo definitivo de qualidade, mas também a melhoria imediata no serviço atual. Por isso a decisão de alteração como essa e a elaboração do Plano Diretor”, diz o diretor-presidente da Agepan, Youssif Domingos.

O prefeito Iranil Soares recebeu a equipe técnica da Agepan para conhecer detalhes da transição e da nova operação. Ele também anunciou que a reconformação das ruas de terra que servem à linha na área urbana de Ladário está sendo concluída. As correções eram um compromisso do Município com a Agepan para garantir a trafegabilidade que era dificultada em muitos trechos.

Inicialmente, o esquema operacional da linha, como horários, trajeto e pontos de embarque, será mantido. Futuramente, os estudos iniciados pela Agepan que apontam necessidade de ajustes poderão definir mudanças para garantir a qualidade da operação.