Arsal realiza consulta pública na área de Gás Canalizado

64

É importante a participação dos usuários e agentes ligados ao setor

A Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Alagoas (Arsal) prorrogou por mais 10 dias, até o dia 24 de janeiro, a Consulta Pública do Gás Natural Canalizado. O chamamento tem o objetivo de obter subsídios adicionais por parte de usuários para estabelecer a margem bruta a ser praticada pela concessionária Gás de Alagoas S.A (Algás) no período 2019/2020.

A Nota Técnica publicada no Diário Oficial do Estado na edição da quarta-feira, 15, contendo o cálculo da margem bruta proposta pela Arsal está disponível no endereço eletrônico e qualquer pessoa pode participar, enviando contribuições até às 14h do dia 24. Após análise dos resultados da consulta – onde o valor proposto pela Arsal pode ser mantido ou alterado – a nova tarifa será homologada pela Agência Reguladora.

A revisão tarifária deve garantir a continuidade da eficiência dos serviços prestados à sociedade.

Em Alagoas 8,978 unidades residenciais, entre prédios, casas e condomínios; 690 estabelecimentos comerciais; 38 indústrias; 30 postos automotivos; e 7 unidades de cogeração são consumidores do gás canalizado. Um total de 9.743 usuários.