ARSAM lança Operação “Dia do Trabalhador”

503

A Agência Reguladora dos Serviços Públicos Concedidos do Estado do Amazonas (Arsam) lança nesta sexta-feira (27/03), a partir de meio-dia, a operação “Dia do Trabalhador” em decorrência ao feriado nacional e a Festa do Cupuaçu, que ocorre no período de 27 a 30 de abril, no município de Presidente Figueiredo, localizado a 107 quilômetros de Manaus.

As semanas que antecedem os eventos foram marcadas por reuniões de planejamento. Uma estrutura foi organizada abrangendo todos os postos de fiscalização. Além dos 50 agentes de transporte, a Arsam também irá permanecer com o funcionamento da ouvidoria na Rodoviária Huascar Agelim, no bairro Flores, zona centro-sul da capital, no horário das 8h até 17h, além do fim de semana e feriado, em decorrência das demandas oriundas dos usuários do transporte intermunicipal.

A expectativa da Arsam é que saiam em torno de 2 mil veículos e 10 mil passageiros de Manaus, em decorrência das atrações nacionais que participarão da 28ª Festa do Cupuaçu.

Fiscalização – A Arsam, em parceria com a Prefeitura Municipal de Presidente Figueiredo, Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Militar do Amazonas (PMAM), Polícia Civil (PC), Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTRAN), Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM), Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops), Empresa Municipal de Transportes Urbanos de Presidente Figueiredo- (EMTU/PF), Centro integrado de Comando e Controle (CICC), Conselho do Tutelar e Juizado da Infância e Juventude, estarão com pontos de fiscalização no Km 30 da rodovia AM-010 (Manaus – Manacapuru), Km 100 da rodovia BR-174 (Manaus –Boa vista), na barreira que interliga os municípios e também nas rodoviárias de Manaus e Presidente Figueiredo.

Nos postos de fiscalização vão ser vistoriados: documentação do veículo, para-brisas, estado dos pneus, lotação dos passageiros, cinto de segurança e outros itens previstos em lei. E nas rodoviárias, além dos itens acima, será monitorado o cumprimento dos horários de saída e chegada dos ônibus aos municípios, a parada obrigatória programada a cada 45 km dos veículos que não tem banheiro, bem como se os direitos a gratuidade aos idosos e demais públicos amparados em lei estão sendo respeitados.