Primeiros resultados da Educação Ambiental da ADASA serão apresentados no Fórum Mundial da Água

502

A Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa) apresentará, durante o 8º Fórum Mundial da Água, o resultado do primeiro ano de implantação do Programa de Educação Científica e Ambiental: Sala de Leitura, dirigido a estudantes do ensino médio e fundamental II de escolas públicas e privadas do Distrito Federal e entorno. O projeto piloto de capacitação do jovem sobre a problemática ambiental e o consumo consciente da água, conta com o apoio e supervisão da Unesco e foi criado pela Adasa no âmbito do Fórum Mundial.

De março de 2017 até agora cerca de 4 mil alunos foram atendidos pelo projeto. O programa consiste na análise e discussão de textos publicados pela imprensa de questões relacionadas com a água, envolvendo aspectos sociais, econômicos, políticos, culturais, científicos e jurídicos, entre outros. O projeto conta com a parceria de alunos da Universidade de Brasília (UNB), que orientados pelo programa e sob supervisão aplicam 14 módulos voltados à temática água.

O objetivo central do projeto é sensibilizar a sociedade sobre o tema água e estimular o uso racional e consciente. Em breve ele poderá ser acessado no website da Adasa.

O 8º Fórum Mundial da Água é organizado no Brasil pelo Conselho Mundial da Água, pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA), representado pela Agência Nacional de Águas (ANA), e pelo Governo do Distrito Federal, por meio da Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa). A Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base (Abdib) é integrante do Comitê Organizador Nacional (CON).

O evento mundial começa no sábado (17/3), com a abertura da Vila Cidadã, espaço aberto interativo e gratuito, no Estádio Mané Garrincha.