ANA seleciona consultores para atuar no contexto do 8º Fórum Mundial da Água

495

Até 19 de janeiro a Agência Nacional de Águas (ANA) receberá currículos de interessados em atuar no contexto do 8º Fórum Mundial da Água, maior evento do mundo sobre recursos hídricos marcado para acontecer em Brasília de 18 a 23 de março. As duas vagas oferecidas são para atuação em Brasília, sendo que uma delas é para profissional de nível superior com formação na área de Administração geral ou pública, Gestão Governamental ou Economia. A outra vaga é para consultor graduado em Direito. Os candidatos terão seus currículos avaliados e está prevista uma fase de entrevista.

O envio dos currículos deve ser feito por meio do e-Protocolo da ANA (http://eprotocolo.ana.gov.br/default.html), que requer um breve cadastro para ser acessado. Na página é preciso clicar em Protocolar Documento e selecionar como assunto o Edital nº 10 ou 11/2017. Também é necessário informar que o tipo de documento é curriculum vitae. Por fim, o interessado em participar do processo seletivo deverá incluir o arquivo digital do currículo e clicar na opção Enviar.

Segundo o Edital nº 10/2017, o profissional de Administração, Gestão Governamental ou Economia deverá ter pelo menos dez anos de experiência em órgãos de governo, sendo que experiência em projetos internacionais será considerada como um diferencial. Além disso, o consultor deverá conhecer políticas públicas nacionais e internacionais e possuir pós-graduação em planejamento ou gestão estratégica, gerenciamento de projetos ou áreas afins. Para esta vaga serão pagos até R$ 76.763,12 durante os sete meses de contrato.

Para receber o valor integral o consultor deverá entregar devidamente todos os cinco produtos definidos no Edital. São eles: mapa da governança com estrutura temática das ações a serem realizadas pelo governo para a realização do 8º Fórum Mundial da Água; relatório de acompanhamento das ações de governo para a realização do evento; relatório com levantamento de benefícios a serem realizados pelo governo para a realização do Fórum; relatório de controle das atividades realizadas pelo governo para a realização do encontro internacional; e relatório final consolidado com resultados do Fórum, propondo modelo de documento para divulgação dos benefícios do evento para o governo federal e para o Governo do Distrito Federal.

Leia mais aqui.