Marcus Vasconcelos deixa comando da ARSAL após dois anos: ‘Dever cumprido’

584

Após dois anos e 10 meses, Marcus Vasconcelos deixa o comando da Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Alagoas (Arsal). Em entrevista à Gazetaweb na última sexta-feira (29), Vasconcelos diz deixar o posto com o sentimento de dever cumprido, após inovar e marcar a sua gestão ao implantar na agência um “ultra moderno” sistema de tramitação de processos administrativos, além de promover uma revisão cadastral de todos os mais de 1,2 mil permissionários do transporte complementar.

Vasconcelos foi eleito para exercer o mandato de presidente da Arsal após votação na Assembleia Legislativa de Alagoas em 2015. Nesse período, ele dizer ter feito muito à frente da agência, deixando sua marca na modernização dos processos administrativos. Ao ponto, destaca ele, de a Arsal ser considerada uma das agências com os melhores resultados dentre semelhantes em todo o Brasil.

“Fizemos muito nesse período. Foram dois anos e dez meses de muito trabalho. Marcamos ao inovar com a digitalização de todos os processos que chegam. Hoje, nada fica mais no papel. É tudo digital. É um avanço sem igual. Conseguimos também realizar a revisão cadastral de todos os permissionários, entre outras conquistas. E esse resultado foi apenas nesse período. Deixo a Arsal com o sentimento de dever cumprido”, expressou.

Um dos últimos atos de Vasconcelos à frente da Arsal foi a assinatura de um convênio para a construção de um terminal de ônibus rodoviário em Cajueiro, no interior de Alagoas. O projeto tem como objetivo intensificar a presença dos governos estadual e municipal em ações que garantam segurança e cidadania aos transportes intermunicipais de passageiros no estado.

Vasconcelos disse acreditar na eficiência das agências reguladoras, como, segundo ele, acontecem em diversos países de primeiro mundo. Ele defende que as empresas da iniciativa atuem prestando um serviço de qualidade, com as reguladores atuando caso seja necessário. O mandato do atual presidente iria até o mês de março, mas ele decidiu renunciar. Com a saída, assume Lailson Gomes, indicação do PDT para o posto.

Marcus Vasconcelos é administrador com habilitação em Marketing e pós-graduando em Gestão Empresarial. Ele foi vereador de Maceió, na legislatura 1988-1992, e ocupou diversos cargos na administração privada e pública, a exemplo da presidência do Instituto Zumbi dos Palmares (IZP), do Instituto Tecnológico de Alagoas e da antiga Empresa de Turismo de Maceió (Emturma). Foi ainda secretário de governo da Prefeitura e do Estado.

Sobre a Arsal
Criada em 2001, a Arsal atua na regulação dos serviços públicos concedidos nas áreas de Transporte Rodoviário Intermunicipal de Passageiros, Gás Natural Canalizado, Energia Elétrica e Saneamento Básico, este regulado apenas em alguns municípios alagoanos.

Sua missão institucional é zelar pela qualidade dos serviços prestados, fiscalizando e zelando pelo equilíbrio econômico-financeiro das concessionárias e dos permissionários, garantindo os interesses dos usuários e consumidores.