ANA recebe missão da Nicarágua para intercâmbio sobre gestão de recursos hídricos

539

Entre 23 e 27 de outubro, em Brasília, a Agência Nacional de Águas (ANA) recebe missão composta de especialistas da Autoridade Nacional da Água da Nicarágua. O encontro entre brasileiros e nicaraguenses acontece no contexto do Projeto de Apoio ao Desenvolvimento da Gestão e do Sistema de Informações dos Recursos Hídricos da Nicarágua (SIAGUA-Nicarágua). A ação visa a apoiar o fortalecimento institucional da Autoridade Nacional da Água para implementação dos instrumentos de gestão de recursos hídricos na Nicarágua.

Esta iniciativa prevê que os especialistas da ANA capacitem os nicaraguenses e prestem assistência técnica para o monitoramento dos recursos hídricos do país da América Central.  O acordo também abrange a capacitação em codificação de bacias hidrográficas pelo método do brasileiro Otto Pfafstetter. Outro ponto do Projeto é o compartilhamento de conhecimentos SIAGUA-Nicarágua, equivalente ao Sistema Nacional de Informações sobre Recursos Hídricos (SNIRH). O SIAGUA vai incorporar dados de todas as bacias hidrográficas nicaraguenses, como os de qualidade da água.

Os integrantes da missão já conheceram as instalações da Sala de Situação, por meio da qual a ANA monitora rios e chuvas e eventos críticos, como cheias e secas. Os servidores da Agência Nacional de Águas também apresentaram a infraestrutura por detrás do Sistema Nacional de Informações sobre Recursos Hídricos, disponível em http://www.snirh.gov.br/, que é um dos instrumentos de gestão da Política Nacional de Recursos Hídricos. Os sistemas brasileiros SIAGAS, de águas subterrâneas, e Hidro, de dados hidrometeorológico, também foram apresentados.

Além disso, nesta quinta-feira, 26, os membros da missão da Nicarágua farão uma visita técnica à barragem do Descoberto, principal manancial do DF, cuja operação é realizada pela Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (CAESB). Em Cristalina (GO), cidade a cerca de 150km de Brasília, os nicaraguenses também conhecerão um projeto de irrigação na bacia do rio São Marcos (GO/MG), que é de domínio da União por ser interestadual.

No último dia da missão, os representantes da Agência Nacional de Águas e da Autoridade Nacional da Água da Nicarágua discutirão os próximos passos da parceria, sendo que já estão previstas mais duas missões brasileiras no país da América Central. Na primeira missão, entre 20 e 23 de junho, quatro servidores da ANA estiveram em Manágua, capital nicaraguense.