ADASA impõe restrição parcial de captação a irrigantes de Brazlândia/DF

582

A Adasa (Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do DF) impôs aos produtores rurais de Brazlândia restrições para captação de água para irrigação e piscicultura. A medida foi tomada para aumentar a disponibilidade hídrica para abastecimento da população pela Caesb (Companhia de Saneamento Ambiental do DF).

Em toda a bacia do Descoberto, segundo a Resolução nº 23 da Adasa, a captação para irrigação está suspensa nos dias pares. Nos dias ímpares, os irrigantes só podem captar água nos seguintes horários: das 6h às 9h para os afluentes do Lago Descoberto (ribeirões das Pedras e do Rodeador, córregos Olaria, Chapadinha e Capão Comprido e rio Descoberto); das 6h30 às 8h para o córrego Barrocão e margem esquerda do Capão da Onça; das 8h às 9h30 e das 17h às 18h30 para o córrego do Bucanhão e margem direita do Capão da Onça.

Equipes de fiscalização da Adasa saíram a campo nesta segunda-feira (23) para garantir o cumprimento das restrições. Mas é preciso destacar que os irrigantes têm colaborado e atendido aos pedidos de suspensão total de captação em casos de emergência, como o ocorrido em Brazlândia no último fim de semana, quando houve queda significativa na vazão dos córregos Barrocão e Capão da Onça, impossibilitando a captação pela Caesb. Após contato da Agência, os irrigantes suspenderam todas as captações nos córregos ontem à tarde.

Graças à alocação de água negociada pela Adasa com os irrigantes, o abastecimento humano está sendo priorizado, mas os agricultores também podem preservar suas produções. Desde o início da crise hídrica, a Agência realiza reuniões mensais com os produtores rurais da bacia do Descoberto e a Caesb para discutir o compartilhamento da água em período de escassez.


Planaltina e Sobradinho

As ações de fiscalização também têm sido intensificadas na região do Pipiripau. Fiscais da Agência vistoriaram 70 propriedades no Núcleo Rural Pipiripau na sexta-feira (20) e 40 chácaras no Núcleo Rural do Taquara no sábado (21). Dois agricultores foram autuados por captação fora do horário permitido – os irrigantes estão proibidos de captar água das 6h às 18h. Como resultado, as vazões dos rios da bacia aumentaram, permitindo a normalização do abastecimento da população de Planaltina e Sobradinho.

A Adasa continua monitorando as vazões dos rios e córregos das regiões que possuem restrição de captação e as ações de fiscalização seguem até que se inicie o período chuvoso. Além disso, é fundamental que a população em geral reduza ainda mais o consumo de água.