Prefeitos buscam no ÁGUAS PARANÁ uma solução para enchentes e erosão

920

As chuvas deste verão, no estado do Paraná, vêm castigando muitos municípios do interior, invadindo casas, provocando erosões e destruindo asfaltos. Na tentativa de buscar uma solução para os problemas que estão enfrentando, prefeitos de várias regiões do estado estiveram esta semana no Instituto das Águas do Paraná, para conhecer os programas que o órgão dispõe e que podem amenizar, ou até resolver, essas demandas.

O presidente do Instituto, Iram de Rezende, tem conversado com todos os gestores municipais que o procuram, visando na medida do possível, atender aos pedidos. “A grande maioria dos prefeitos precisa de tubos para realizar serviços de galerias pluviais. Como há uma grande demanda para esse tipo de serviço, é necessário que estabeleçamos prioridades, já que as fábricas de tubos tem um limite de produção”, explica Rezende. De acordo com ele, há ainda uma grande demanda por perfuração de poços artesianos para atendimento de famílias do meio rural. “Nosso objetivo é garantir aos trabalhadores do campo água encanada e de qualidade”, afirmou.

Os prefeitos também têm demonstrado interesse em firmar parcerias no programa do Sistema Integrado de Coleta Seletiva. Este programa vem sendo executado em 45 municípios que já receberam o dinheiro para a aquisição do caminhão. “Essa é a primeira etapa do programa” disse Rezende, reafirmando que “nossa meta para este ano, é chegar a 100 cidades e, até o final de 2018 pretendemos estar com o programa implantado em todo o Paraná”.

Estiveram no ÁGUAS PARANÁ durante a semana, os prefeitos de Astorga, Antônio Carlos Lopes, acompanhado do deputado federal Alex Canziani, do deputado estadual Márcio Nunes e de outros representantes do Paraná.

 

 

Fonte: Águas Paraná