Governador de São Paulo se interessa por programa do Sistema Integrado de Coleta Seletiva do Instituto das Águas do Paraná

653

Durante a assinatura do protocolo de intenções para estruturar as ações turísticas na região de Angra Doce, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, conheceu o projeto do Sistema Integrado de Coleta Seletiva que vem sendo desenvolvido pelo Instituto das Águas do Paraná, por ocasião do convênio firmado com as prefeituras de Ribeirão Claro e Salto do Itararé.

Na cerimônia da assinatura do convênio, o presidente do Águas Paraná, Iram de Rezende, detalhou a proposta do projeto que já está em execução em 43 municípios paranaenses, reafirmando que a meta é implantar o programa em 100 cidades neste ano. “Nosso objetivo é atingir todos os municípios até o final de 2018”, acrescentou. Segundo ele, o governador paulista reconheceu a importância da proposta e mostrou interesse em levar esse modelo para seu estado.

De acordo com Rezende, além da entrega dos caminhões para a coleta, os convênios permitem incluir a instalação de barracões para a separação dos materiais, de carrinhos e cestos de lixo nas ruas e um projeto de educação ambiental com a população.

“Coleta seletiva feita apenas pelo governo não funciona, é preciso que a população participe da separação e reciclagem do lixo”, explicou o presidente do Águas Paraná. “O objetivo é resgatar os valores e a educação ambiental para que a população fique de prontidão para se somar ao governo”, ressaltou.

Rezende destacou ainda que o instituto irá trabalhar diretamente com os catadores de materiais recicláveis para garantir a eles uma renda fixa. “Queremos que os recicladores tenham uma renda significativa para que possam se fidelizar ao programa e não deixar a reciclagem para outros trabalhos”, disse.

 

Fonte: Águas Paraná