ABAR marca presença na primeira reunião do Comitê Técnico para Desenvolvimento da Indústria do Gás Natural

902

O Ministério de Minas e Energia realizou ontem, quarta-feira (25/01), a primeira reunião do Comitê Técnico para o Desenvolvimento da Indústria do Gás Natural (CT-GN). O comitê foi instituído na 33ª reunião do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), no âmbito do conjunto de medidas da iniciativa Gás Para Crescer. A reunião contou com a presença do Ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, quem lançou a iniciativa. Durante o encontro, foi debatido o plano de ação para o primeiro semestre de 2017. As atividades serão organizadas em subcomitês responsáveis por cada um dos eixos temáticos definidos, entre eles: escoamento, processamento e regaseificação de GNL, transporte/estocagem, distribuição, comercialização, aperfeiçoamento da estrutura tributária do setor de gás natural, gás natural matéria prima, aproveitamento do gás natural da União e integração entre os setores de gás natural e energia elétrica.

Ao destacar a importância do diálogo entre governo e entidades representativas do setor, o ministro destacou o interesse de ter um setor de gás competitivo e lembrou da oportunidade que o Brasil tem nessa iniciativa para melhorar a atividade do segmento. “Entendo que temos espaço para muito avanço e acho que esse comitê cumpre esse papel, pois aqui temos pessoas que querem o bem da indústria e têm capacidade de apresentar soluções”, destacou.

O objetivo do comitê é propor medidas que garantam a transição gradual e segura para a manutenção do adequado funcionamento do setor de gás natural no Brasil, além de avaliar a possibilidade de aceleração da transição. O Comitê Técnico é coordenado pelo MME e composto por representantes de órgãos, entidades, associações e agentes públicos ou privados, bem como por representantes da sociedade civil e da universidade brasileira, especialistas em matéria de gás natural.

Pelo MME, participaram do encontro o secretário-executivo, Paulo Pedrosa, o de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, Márcio Félix, e o de Planejamento e Desenvolvimento Energético, Eduardo Azevedo. Entre os representantes do setor compareceram a Abegás, Abiape, Abiquim, Abrace, Abraceel, Abraget, Apine, CNI, Fórum do Gás, IBP, TBG, Petrobras, de representantes dos Estados (FME). Dos órgãos reguladores compareceram Fábio Augusto Alho, Presidente da Abar, Décio Oddone, da ANP, Romeu Donizete, da Aneel, além de Luiz Augusto Barroso, da EPE. Estiveram presentes também o Conselheiro-Presidente da AGERGS, Alcebíades Santini, o Conselheiro da AGENERSA, Moacyr Almeida Fonseca, o Diretor-Presidente da ARSESP, José Bonifácio e o Conselheiro da ARCE, Fernando Alfredo.

 

Fonte: Ministério de Minas e Energia