ANTT convida a população a discutir criação de trem entre Brasília e Goiânia, o ‘Expresso Pequi’

1503

O trem deve atingir uma média de 160km/h em uma viagem de cerce de 95 minutos, transportando mais de 40 milhões de passageiros por ano

O sonho é antigo mas a novela de um trem de passageiros no eixo Goiânia/Brasília acaba de ganhar um novo capítulo.

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) abriu a Tomada de Subsídio nº 3/2016, com o objetivo de reunir sugestões e informações para aprimorar o Estudo de Viabilidade Técnica Econômica e Ambiental (EVTEA) do trem de passageiros no corredor Brasília (DF) – Anápolis (GO) – Goiânia (GO). As sugestões podem ser enviadas até as 18h (horário de Brasília) do dia 27/1. Na prática, significa a etapa teórica final dos estudos de viabilidade para exploração do serviço do trajeto Brasília e Goiânia. As avaliações objetivam conhecer e validar todas as opções de traçados e de localizações, das tecnologias utilizadas, além dos aspectos econômicos, financeiros e diretrizes para a implantação do serviço.

Os interessados em participar desta fase de participação social, podem ter todas as informações técnicas sobre o objeto e o formulário para o envio das contribuições no site da Agência ou pelo pelo e-mail: ts003_2016@antt.gov.br.

O projeto original prevê que o trem, apelidado de “Expresso Pequi”, transportará passageiros entre Brasília e Goiânia com 10 paradas estratégicas ao longo do trajeto (veja mapa abaixo). De acordo com os estudos será preciso o apoio e participação da iniciativa privada (PPPs).

A promessa é de que o expresso atinja uma média de 160 km/h e faça a viagem entre as cidades por volta de 95 minutos, transportando mais de 40 milhões de passageiros por ano.

O investimento é da ordem de R$ 4,5 bilhões. A rodoferroviária de Brasília será o único ponto reaproveitado, o restante do projeto será totalmente construído do zero.

Confira o mapa do trajeto do “Expresso Pequi”:

mapa

Fonte: ANTT