Arsal orienta como acionar ferramenta aliada do cidadão

636

A passagem cobrada pelo transporte complementar está acima da estabelecida para a linha? Houve demora na solução de um vazamento de gás natural em sua unidade consumidora ou o fornecimento de água está deficiente? O primeiro passo para resolver problemas como esses está à distância de um telefonema ou um clique: a Ouvidoria da Agência Reguladora de Serviços Públicos (Arsal).

Com uma média mensal de 500 atendimentos, a Ouvidoria funciona como uma ponte entre a população e os responsáveis pelos serviços prestados nas áreas reguladas em Alagoas: transporte rodoviário intermunicipal de passageiros, gás natural canalizado, saneamento básico (em 35 municípios) e energia elétrica.

Cabe a Ouvidoria escutar o cidadão no recebimento de denúncias, sugestões, reclamações e elogios acerca desses serviços e encaminhar as demandas para os setores correspondentes.

“No caso de uma denúncia na área de transporte, por exemplo, encaminhamos todos os dados fornecidos pelo usuário para a gerência responsável, que deve analisar e, se for o caso, solucionar o problema, dando um retorno para a Ouvidoria que, consequentemente, transmitirá o desfecho ao interessado. A Ouvidoria é uma aliada e uma ferramenta valiosa do cidadão”, afirmou Ronaldo Farias, Ouvidor da Arsal.

Ele explicou ainda que, além de intermediar soluções, os dados colhidos pela Ouvidoria são essenciais para o mapeamento das demandas dos usuários, fornecendo subsídios para a elaboração de projetos e para a realização de operações e fiscalizações da Arsal nas áreas reguladas.

O presidente da Arsal, Marcus Vasconcelos, também reforçou a importância da linha direta entre a Agência Reguladora e o cidadão, por meio da Ouvidoria. “É fundamental essa participação da sociedade. Quando um consumidor ou usuário nos procura, as informações que ele transmite serão utilizadas também para melhorarmos nossa fiscalização e cobrarmos mais qualidade na prestação dos serviços públicos regulados, um direito de todos”, destacou.

Em 2015, a Ouvidoria da Arsal realizou 7.496 atendimentos, sendo 6.192 pedidos de informações e esclarecimentos e 1.304 registros de reclamações e denúncias. A maior parte dos contatos foi realizada por meio do 0800 (6.798), seguido do online (529) e do presencial (169). Em 2014, foram 6.547 atendimentos no total.

Os consumidores ou usuários podem registrar suas demandas de várias formas. Por meio do telefone de discagem gratuita (0800 284-0429) e presencialmente (de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h), ou de forma online, no www.arsal.al.gov.br e por e-mail: ouvidoria@arsal.al.gov.br, em qualquer hora ou dia da semana.

Os consumidores de energia elétrica devem, inicialmente, tentar uma solução para a demanda junto à própria Eletrobras Alagoas, por meio do telefone 0800 082-0196. Posteriormente, caso ainda necessite de auxílio, deve ligar para a Ouvidoria da concessionária (82 2126-9365), tendo em mãos os números dos protocolos de atendimento. Caso a demanda não seja solucionada, pode ligar para a Ouvidoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (0800 7270167).